domingo, 14 de julho de 2013

Vidas Molhadas 3- Ela

- Mas Dona Angela, São Jorge não mora lá na lua não, é mentira desse povo,né?
34 anos. Casada. Mãe. Escolaridade: 4ª série.
-E essas pulseiras das meninas que querem fazer sexo? Liga pra mim o número que vou ganhar uma casa. Nunca tive boneca, não senhora. Botava um vestido no travesseiro. Ah! a coisa que mais queria era uma pasta com elástico pra botar meus trabalhinhos do colégio. Minha filha vai ter.
Os olhos arregalam de pavor: tem uma dor abdominal. Os olhos arregalam de pavor: soube que alguém tem câncer.  Grita, exige: danoninho, sabão OMO, roupa nova, estante, televisão, computador da Xuxa. Faz prestação, não entende como é que o dinheiro não deu se a parcela era  de 30 reais. Mora no Brasil, não sabe o que é estado, nem município. O bolo desanda. Mas a receita dizia ¾ de xícara de óleo. E ela contou. Colocou 3 e depois 4. Por que  não consegue fazer bolo se faz sabão tão bem? Queria usar brinco de argola e batom,pintar o cabelo bem pretinho, pintar unha mas a Igreja não deixa. Então, solta os cabelos que vão até abaixo dos joelhos e o marido acha a coisa mais linda. Mas o cordão de ouro ela usa. Fininho, pequeno, com uma florzinha. É seu cordão. Comprou com o primeiro salário que recebeu, aos 13 anos. Trabalhava direto duas semanas. Não tinha carteira assinada não.
Isso é bobice. Não tinha férias não, não, folga só de 15 em 15 dias no domingo. Aí ia pras festas. Aí conheci o meu marido. Casei moça sim. Nunca apanhei não. Trabalhava na roça antes. Meus irmãos são meio ruim da cabeça. Meu pai tá com uma moça agora. Minha mãe não sai da cadeira mais não. Minha irmã quer meu cordão emprestado. Não empresto não. Ela sai com qualquer um. Deixa a filha ver aqueles vídeos que meu irmão tem. Ele é homem. Gêmeo comigo,- diz com orgulho de ser gêmea , de ter algo diferente, especial.   Pode ver,é homem,  mas minha sobrinha só tem 11 anos e vê aquelas bobices todas. Nunca saí daqui  não senhora. Eu só fui andar com 4 anos, não sei não.Ficava no hospital. Não sei o que eu tinha não.  A menina chora. Ela chora de fome. Mas acabei de dar o peito. Mas só 5 minutos. Amamentar leva tempo, pode levar até meia hora. Ah mas isso eu não faço não. Socorro! Minha menina perdeu o fogo! Ficou roxa! Me dá ela aqui. Não precisa chorar, foi só um susto, ela está respirando, fica calma. Pronto, viu? Não quero mais trabalhar não. No supermercado pagam mais. Mas tem que saber fazer conta. Carteira assinada é bobice. Coisa feia esse desenho, cruz credo, um homem com a cara amarela , um chapéu de palha e atadura na cabeça. Que feiura.  Ah, que homem lindo é esse? Elvis? Onde ele tá? Já morreu. Não sei quem é  não.  A novela é boa. Não sei a história não.  Gosto de ver, acho  bonito. Não entendo não, mas é bonito. Que nem o meu cordão.
- O que houve? Porque está chorando? O que houve?

-Uma cigana disse pra eu dar o cordão pra ela senão uma coisa ruim ia acontecer comigo. Então eu dei. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário