quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Integração já


Uma coisa que me irrita um pouco é a mania que nós , brasileiros,temos de falar mal do nosso país como se só nós tivéssemos problemas. (talvez seja uma característica da humanidade e  não só dos brasileiros)
Gosto de assistir aos jornais dos canais estrangeiros. Um dia desses, assistindo ao jornal do canal espanhol vi as seguintes matérias, num único dia!
- um bairro de Sevilha foi totalmente inundado por chuvas que duraram 20 minutos enchendo as ruas de lama, perda total dos carros, todos os mantimentos, supermercado,
tudo, cheio de lama. O bairro inteiro foi atingido. A lama dentro das casas chegavam a um metro. Vi as águas da enxurrada saindo pelas janelas do segundo andar de algumas casas!
- uma construtora de um condomínio chiquérrimo na beira do mar nunca deu a escritura definitiva para os compradores e nunca terminou as obras do prédio. Os moradores que compraram unidades  em 2003 até hoje não viram os banheiros prontos , a piscina terminada. E estão sendo ameaçados de despejo. (peguei a matéria no meio, acho que também há um problema por ser numa região da prática de nudismo)
- uma matéria sobre um supermercado ( e nos bairros mais simples a aparencia do supermercado é de muito mais simplicidade do que os da minha cidade! é um depósito com estantes
de aço e poucos produtos expostos) que consegue oferecer produtos mais baratos. Como as pessoas não estão conseguindo viver com suas aposentadorias, está fazendo sucesso.
O dono do supermercado disse que ele trata direto com fábricas e produtores. então consegue redução do preço até em 70%
- um touro subiu arquibancada acima na tourada ferindo 6 pessoas.
- na França, os pedestres estão proibidos de atravessarem uma rua , mesmo que não tenhacarro algum, se o sinal não estiver verde. Mesmo na faixa. Uma guarda multa na hora em200 euros.

Nós temos nossos problemas, mas quando leio que os turistas não querem ir ao Rio com medo, aviso que também ando com medo de ir para os Eua e me confundirem com um terrorista; de tentar entrar na Espanha e ser impedida; de sofrer um terremoto no Chile
E só estou mencionando a parte menos perigosa do mundo...

Sim, temos problemas. O que aconteceu com a invasão do hotel deve ser encarado de frente e a solução é acabar com adivisão entre asfalto e favela. O que chamamos de favela deve ser chamado de BAIRRO. O bairro da Rocinha, o bairro do Vidigal. E ser tratado como tal.  Ninguém questiona a população da Toneleros em comparação com a Av Atlantica,por exemplo. Toneleros faz parte de Copacabana. Integração já.  A separação faz mal. Bairros populares são erros históricos. O que N. Y.. está fazendo é que é o correto e justo: a lei obriga que todos os prédios ofereçam habitação de vários niveis para vários poderes aquisitivos. Nada mais de um prédio cheio de cubículos lá no raio que parta e outro de apartamentos cinematográficos pertinho do parque. Quer construir um prédio chique em Manhatan? então, meu amigo, tem ue ter um terço do prédio cheio de pequenos apartamentos, sim senhor. Conjugados sim. Vai aprender  a conviver e  ter como igual a garçonete que te atende pois ela vai ser sua vizinha sim. Porque só quem tem grana pode morar perto do trabalho?
Integração. É a solução para parte dos problemas. E justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário