quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Sinestesia

Ontem vi um programa na tv que me impressionou. Falava sobre pessoas com habilidades especiais. Entre elas Elizabeth Sulston,  uma jovem de 27 anos , flautista, que vê cores nos sons, nas palavras e sente o gosto dos sons. A letra A ,por exemplo, é branca. Sua sinestesia é tão forte que chega a atrapalhá-la. Todos os sons tem cores, então, ela caminha num universo paralelo e se sente só.
 


Além disso, como todos os sinestésicos, que não são muito, sua memória é melhor do que a das pessoas comuns. E os gostos que os sons lhe dão também nem sempre funcionam juntos. E seu próprio nome, Elizabeth, tem gosto de bolo de chocolate cremoso. E ela não pode dividir isso com ninguém.



Porém sua habilidade chegou ao conhecimento de alguns pesquisadores. Assim, levaram-na para Londres, fizeram testes, viram que seu cérebro realmente apresenta diferentes conexões e, mais do que isso, aliás, melhor que isso: apresentaram-na a outros sinestésicos. Um deles também sentia gosto ao ouvir sons.



Ela se aproximou rindo do grupo. Seu rosto brilhava de felicidade e o grupo também demonstrava que não conseguiriam parar de sorrir.  Com uma especial felicidade conversavam.

- Veja! ela trouxe uma linda cor amarela! –saudou uma das mulheres.

E outra:- a voz grave, é marrom! E outra concorda feliz e abraça o filho  e repete como que para convencê-lo, viu? é marrom!

- Seu nome tem gosto de chocolate de creme- falou o homem.

- E o seu de pizza.

-É verdade! Pizza e chocolate não combinam.. Vamos a uma ópera?

-sim, claro!

-Você toca algum instrumento?- perguntou uma senhora.

-Flauta e oboé- respondeu Elizabeth  e continuou: veja, eu fiz um desenho das 4 estações de Vivaldi

Dizendo isso, abriu uma folha de papel onde várias cores se apresentavam  no fundo, e , sobre esse fundo, curvas de colorido mais forte. Todos se debruçaram sobre o papel e riram felizes.

Elizabeth e Jack foram a um concerto. Uma jovem maravilhosa cantava lindamente.

- Você viu quantas cores saíam de sua boca?

- mas estou com gosto de chiclete de bola de morango....



             E eu não inventei nada disso!!! Que conversa maravilhosa, e todos estavam de careta! Ah! a vida é melhor do que um conto de fadas! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário